Publicado por: csouzaramos | janeiro 31, 2009

Indíos entram na sala de imprensa e protestam contra “genocídio silencioso”

Por Camila Souza Ramos

Um grupo de índios do Vale do Javari, do Amazonas, acabou de entrar na sala de imprensa do FSM na Universidade Federal do Pará (UFPA) para protestar contra o descaso do governo com o alto índice de índios infectados por doenças como hepatite e malária e que estão dizimando a população indígena que vive mais afastada das cidades.

Segundo o grupo, entre 70% a 80% dos índios da tribo na faixa etária dos 30 a 40 anos está infectada com hepatite B e não recebe assistência nenhuma do governo. No total, o número de infecções por hepatite A e B em toda a população indígena do vale, que soma aproximadamente 3800 índios, chega a 50%.

O grupo entregou uma moção de apoio contra a grave situação do povo indígena ao deputado europeu pela Itália Agnoletto, pedindo que a comunidade européia os ajude a resolver o problema, já que as reclamações dirigidas ao governo brasileiro nunca foram atendidas.

O deputado se comprometeu a levar o documento ao parlamento europeu e declarou que não acredita ser difícil fazer com que a comunidade européia force o governo brasileiro a tomar providências.

O presidente Lula esteve presente no FSM em Belém e exaltou os avanços do SUS e da ampliação do alcance da rede pública de saúde no País. A tribo do Vale do Juvari, no entanto, desqualifica o discurso do presidente. “O que está acontecendo é um calamidade pública; um caso de genocídio silencioso”, denunciou o índio Evaristo, que tem três pessoas na família infectadas com hepatite.

O índio Alfredo Barbosa conta que a situação de insegurança sanitária na região é uma realidade desde os anos 1980, mas que, ao invés de melhoras, cada vez mais índios têm sido infectados. O deputado Agnoletto declarou que, segundo relatório sobre a situação dos grupos indígenas, “sem terapia e vacinas, em alguns anos a maioria deles poderão morrer”.

Anúncios

Responses

  1. o correto é Vale do JAVARI. http://condussao.blogspot.com/2009/01/mocao-de-apoio-contra-grave-situacao-de.html

    • Obrigada, Lucas. Já vamos corrigir o erro.
      Abraços

  2. Hemos de convir que promover o acesso à saúde nos mais longínquos recantos do país não seja a tarefa mais fácil. Contudo, o país, apesar de grande, é rico. Se o investimento fosse bem direcionado e as políticas públicas fossem mais includentes… ahh.. tão pouco, tantos resultados seriam obtidos.. E tanta oposição de quem manda.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: